Mudaram as Estações

Posted by

A vida é feita com base em oportunidades ou pela falta delas. Toda experiência que buscamos adquirir para se tornar uma pessoa melhor, para melhorar o nosso desempenho profissional ou para obter um diploma na universidade são possíveis graça as oportunidades que nos foram presenteadas, que buscamos ou que conquistamos.

Oportunidade e experiência são os elementos que me guiam nesta viagem chamada SVE (Service Volontaire Européen).

Deixar o próprio país para passar uma temporada em outro não é nada simples. Documentos a organizar, a própria vida a organizar, obter um visto, preparar as malas, planejar, viajar… Às vezes tudo ocorre bem e conseguimos controlar toda a tensão e ansiedade que são geradas antes de partir.

12495091_991532110922765_4237868886246072737_nAeroporto Internacional de Guarulhos – São Paulo BR

Partir não é algo fácil, deixamos para trás a família, os amigos e os amores (quando se tem um) e sabemos que sentiremos saudades de tudo isso. Ainda bem que hoje existem vários meios de comunicação que nos aproximam das pessoas que gostamos. Viva as redes sociais!

Deixar o Brasil e chegar à Europa foi um momento de transição do qual eu talvez nem tenha me dado conta, às vezes tenho a impressão de que ainda estou no Brasil e de que todos ao meu redor são brasileiros falando em outros idiomas.

Com a minha primeira parada no imenso aeroporto Frankfurt na Alemanha, eu vi pessoas de todas as partes do mundo indo de um lado a outro e eu ali no meio daquela multidão tentando me dar conta da nova etapa da minha vida que me daria 10 meses de experiência na Europa conhecendo pessoas, compartilhando histórias, praticando idiomas e descobrindo outras culturas.

20160406_163453Aeroporto Internacional Frankfurt – Frankfurt DE

Marseille foi a minha segunda parada e lá eu começava a descobrir o sul da França, toda a sua simplicidade sofisticada e o seu contexto histórico, mas ainda prevalecia àquela ansiedade em saber aonde exatamente eu iria viver. No dia seguinte à minha chegada a Marseille eu finalmente embarcava em direção ao meu destino.

20160407_095408Marseille FR

Viver em um camping seria verdadeiramente uma experiência de vida para mim. Viver em comunidade não é nenhuma novidade, mas num lugar isolado, sem acesso a transporte público e tendo apenas vilas em volta com menos de 100 habitantes seria realmente a primeira vez, mas o importante é encontrar motivação, trabalhar, conversar, aproveitar a vida em grupo e curtir a natureza do sul da França.

Uma das marcantes diferenças para mim em relação à França e ao Brasil é que aqui o clima nos permite sentir realmente a mudança das estações, além disso, temos o privilégio de prestigiar belas paisagens e monumentos históricos por toda parte.

20160409_191022Vista dos Castelos de Lastours diretamente do Camping Le Belvédère. 

Saber o que nos motiva a fazer algo é a chave para o sucesso. O que me motivou a desejar viver esta experiência? O que me motivou a querer mudar o meu estilo de vida? A minha formação acadêmica foi o principal motivo para que eu desejasse estar aqui. Eu estudo línguas estrangeiras aplicadas às negociações internacionais e a possibilidade de conhecer outros terrenos, sair da zona de conforto, descobrir o mundo ao meu redor, conhecer pessoas, culturas e todo o universo que existe além da fronteira que nos separa do resto do mundo me soou bastante atraente.

Eu tenho trabalhado em algumas atividades que me interessam bastante, como por exemplo, na recepção do camping, acolhendo e orientando os clientes e em algumas tarefas administrativas. Eu trabalho também no desenvolvimento de um projeto pessoal aonde realizo intervenções culturais em escolas das vilas locais.

13566211_1125180387541700_1979237599_nIntervenção Cultural na Escola de Villegailhenc FR

dddgggdRecepção do Camping Le Belvédère

Sempre que existe a possibilidade de participar dos eventos que ocorrem no camping eu procuro me integrar, seja em alguma formação ou Youth Exchange e confesso que tenho aprendido bastante sobre diversos temas, principalmente sobre desenvolvimento sustentável e comunicação, tenho conhecido muita gente especial que fazem com que me sinta em casa. Essa é a magia de uma viagem internacional, as descobertas.

lulu6Projeto Volontube

É importante destacar o seminário SVE em Sommières, aonde conheci outros voluntários oriundos de outras partes do mundo, que desenvolvem diferentes projetos e possuem diferentes motivações. Esse seminário me deu a oportunidade de conhecer mais sobre o programa Erasmus+ e também sobre os meus direitos e deveres.

20160524_213910Participantes do Seminário SVE à Sommières

Tudo o que venho vivendo tem sido realmente interessante e intenso, tenho praticado idiomas o tempo inteiro, tenho feito novas amizades, trabalhado em meu projeto, mas ainda desejo descobrir alguns países da Europa, conhecer lugares, viajar mais.

hghgh

Quando estamos longe de casa e da família acabamos nos aproximando das pessoas que conhecemos ao longo da jornada e que nos causam empatia. Eu acredito que dentre as coisas mais complicadas desta viagem sejam as várias pessoas que chegam e partem, mas o importante é saber que apesar de todas as chegadas e partidas existem coisas que ficam para sempre, como o aprendizado, a experiência e a vontade de continuar se desafiando e descobrindo.

Márcio Sherzo

Blog Post Location

Comments 1

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *